CRP-RJ PARTICIPA DE XI SEMANA DE PSICOLOGIA NA ESTÁCIO

Categoria(s):  BAIXADA, DIA DO PSICÓLOGO, Notícias, POLÍTICAS PÚBLICAS   Postado em: 04/09/2019 às 11:03

MONICA1Através da Comissão Regional de Psicologia e Políticas Públicas (CRPPP), o CRP-RJ esteve presente no evento XI Semana de Psicologia – “Psicologia resiste: o retrato de uma sociedade doente” – promovido pela Universidade Estácio de Sá, no campus Norte Shopping, no dia 2 de setembro.

Com o objetivo de debater questões relacionadas à políticas públicas, violência contra as minorias, e outras diversas questões sociais no âmbito da Psicologia, o evento reuniu diversos profissionais, entre eles a conselheira do CRP-RJ Mônica Valéria Affonso Sampaio, coordenadora da CRPPP.

O tema do debate foi “Violências contra a mulher, uma intervenção possível”, no qual Mônica Sampaio falou sobre as leis protetivas como a lei Maria da Penha, que criou mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, e a Lei do Feminicídio, que altera o Código Penal (art. 121 do Decreto Lei 2848/40) incluindo o feminicídio como modalidade de homicídio qualificado, entrando no rol dos crimes hediondos.

 

A conselheira do CRP-RJ também ressaltou que a violência contra mulheres está no âmbito de uma construção social, MONICA2resultado da desigualdade de força nas relações de poder entre homens e mulheres. Segundo dados apresentados pela psicóloga, o Brasil tem a 5ª maior taxa de feminicídios no mundo: 4,8 homicídios para cada 100 mil mulheres. Além disso, o lugar mais perigoso para a mulher é dentro de casa com uma taxa de 42% dos casos de agressão.

Para Mônica Sampaio, a psicologia tem um papel vital na atuação para combater os casos de violência contra a mulher, pois consegue alcançar todos os atores sociais da questão; e não é e nunca será instrumento de promoção do sofrimento, do preconceito, da intolerância e da exclusão.