“O Estado de Mal Estar Social no Brasil”: confira a nova edição do Jornal do CRP-RJ

Categoria(s):  Notícias   Postado em: 28/03/2018 às 17:28

slidderJá está disponível para download e visualização a Edição nº 45 do Jornal do CRP-RJ (março de 2018), que tem como temática central O Estado de Mal Estar Social no Brasil – Qual o papel de resistência da Psicologia diante do desmonte das Políticas Públicas?”.

A matéria de capa da edição analisa, a partir dos 30 anos da Constituição Federal, a conjuntura atual marcada pela revogação de direitos constitucionais, pela fragmentação social, pelo tensionamento econômico e pela radicalização político-ideológica em nosso país. Com depoimentos de Gaudêncio Frigotto, Pedro Gabriel Delgado e Cláudia Simões Carvalho, a matéria problematiza a importância ético-política da atuação da (o) psicóloga (o) diante desse cenário que afeta diretamente vários segmentos da população brasileira.

A edição conta também com um artigo escrito pela conselheira do CRP-RJ Rita Louzada sobre a importância do aniversário de 30 anos do Encontro de Bauru para o fortalecimento da Reforma Psiquiátrica brasileira em tempos de retrocesso na política de Saúde Mental.

Ainda nesta edição, são abordados: a publicação da Resolução 001/2018, do Conselho Federal de Psicologia, que estabelece as normas de atuação psi em relação a travestis e transexuais, o lançamento das Referências Técnicas sobre Relações Raciais e a instituição, pelo CRP-RJ, da mediação como possibilidade de resolução consensual em processos éticos contra psicólogas (os).

Outros destaques são o artigo sobre a greve das (os) psicólogas (os) da rede municipal de saúde do Rio de Janeiro e as coberturas do IV Seminário Violência contra a Mulher e Políticas Públicas, do 3º Seminário de Psicologia na Assistência Social e do II Fórum de Psicologia da Baixada Fluminense.

Para acessar a íntegra da Edição nº 45 do Jornal do CRP-RJ, clique aqui e boa leitura!


Atenção:
Esta edição do Jornal do CRP-RJ será divulgada somente em versão digital, não sendo, portanto, impressa nem distribuída via correios às (aos) psicólogas (os).