Ética e a produção documental do Psicólogo na Justiça

Categoria(s):  ÉTICA, Notícias   Postado em: 27/11/2006 às 17:06

O Psicólogo e a escrita – possibilidades e limites de intervenção

No dia 06 de dezembro de 2006, a Comissão de Ética (COE) do Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro (CRP-RJ) realiza mais uma Quart’ética que discutirá o tema “Ética e a produção documental do psicólogo”.

O encontro pretende promover uma reflexão sobre as questões éticas que norteiam o fazer psicológico, em estreita relação com a subjetividade. Isto é, uma ética que não significa códigos e normas balizadores do fazer do psicólogo, mas como uma proposta ético-política na relação com o outro que se apresenta em suas diferenças.

Para tanto, serão apresentados aspectos dessa práxis que estão sendo colocados em análise tanto na intervenção clínica quanto na ação do psicólogo na justiça. Questões como: perícia; laudos psicológicos; a relação com a clientela sujeito-objeto da intervenção do psicólogo; a previsibilidade científica; os processos de subjetivação produzidos na prática do profissional. Para além da possibilidade dada ao psicólogo, em qualquer âmbito profissional, de ser um perito em dispositivos, queremos a partir das reflexões e dos debates suscitados neste encontro, buscar ferramentas possíveis de reinvenção dessa prática.

Palestrantes:

  • Psicóloga Eliana Olinda Alves – CRP/05 24612, psicóloga do TJ/RJ, Mestre em Psicologia pela UFF e especialista em psicologia jurídica pela UERJ;
  • Psicólogo José Eduardo Menescal Saraiva – CRP/05 23758, psicólogo do TJ/RJ, Mestre em Psicologia pela PUC-Rio e especialista em psicologia jurídica pela UERJ;
  • Psicóloga Lidia Levy – CRP/05 2096, Doutora em Psicologia pela PUC-Rio, formação psicanalítica pela SPID.

27 de novembro de 2006