CRP-RJ realiza Jornada de Ética na Formação do Psicólogo

Categoria(s):  ÉTICA, Notícias   Postado em: 26/10/2006 às 10:16

No dia 21 de outubro, o CRP-RJ realizou, no auditório de sua sede, uma Jornada de Ética na Formação do Psicólogo. A jornada organizada pelo grupo de trabalho “Ética na Formação do Psicólogo: questões contemporâneas”, um grupo de trabalho da Comissão Regional de Direitos Humanos, tinha um duplo objetivo: 1) realizar uma reflexão crítica sobre como a ética vem sendo trabalhada nos centros de formação acadêmica e, 2) apresentar dados parciais da pesquisa desenvolvida pelo GT junto às instituições de graduação em psicologia do Estado do Rio de Janeiro.

Durante a jornada, a coordenadora do GT Nádia Filomena Ribeiro da Silva, pós-doutoranda em Psicologia Social pelo IP/UERJ, psicóloga da Universidade Federal Fluminense e professora de psicologia da UNILASALLE-RJ, explicou a proposta e o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo GT, problematizando o projeto ético contemporâneo e suas implicações na formação e no exercício da profissão do psicólogo. Em seguida, o Dr. Marcelo Santana Ferreira, professor adjunto do departamento de Psicologia Social da UFF, apresentou as bases teóricas tomadas pelo GT como fundamentais para as discussões e para a problematização das questões ora tratadas. Mais especificamente, discorreu sobre o texto-base adotado pelo GT nas reflexões empreendidas sobre a constituição do sujeito ético no Mundo Moderno, qual seja, a obra intitulada A Hermenêutica do Sujeito de Michel Foucault (2004, Martins Fontes ed.). A psicóloga Maria Aparecida dos Santos, aluna do curso de Especialização em Psicologia e Saúde / UFF, apresentou dados referentes às análises parciais da pesquisa realizada com alunos, professores de ética e coordenadores dos cursos de psicologia em algumas instituições do Rio de Janeiro, incluindo em seu relato o impacto positivo da apresentação deste trabalho, considerado como inaugural dentro dos conselhos regionais, no Congresso Psicologia: Ciência e Profissão (setembro de 2006), na cidade de São Paulo.

Após esta etapa, os presentes puderam debater sobre suas experiências relativas ao trabalho com a ética na sala de aula, nas instituições e, ainda, nos serviços de psicologia aplicada. Estiveram presentes à jornada, além de representantes do CRP, representantes das Universidades Veiga de Almeida e Estácio de Sá, apenas duas das instituições convidadas. Os presentes discutiram também sobre o esvaziamento deste tipo de evento. Segundo a conselheira do CRP, Alessandra Daflon, “a discussão sobre a Ética Profissional é uma demanda significativa dos psicólogos, sempre presente.

Não obstante, precisamos colocar em análise o fato de que, apesar de criarmos um espaço disponibilizado para esta discussão, não há garantia de que as pessoas aparecerão para participar, como foi o caso desta jornada, que contou com uma presença mínima de convidados representantes das instituições de ensino do Rio de Janeiro. Vamos repetir o convite e vamos insistir neste investimento, certamente!”