Conselheiros do CRP-RJ participam do I Seminário Nacional Psicologia das Emergências e dos Desastres

Categoria(s):  Notícias, SUBSEDE SERRANA   Postado em: 19/06/2006 às 15:08

Entre os dias 08 e 10 de junho de 2006, foi realizado em Brasília, o I Seminário Nacional Psicologia das Emergências e dos Desastres, uma iniciativa do Conselho Federal de Psicologia, promovido pela Secretaria Nacional da Defesa Civil em parceria com o Ministério da Integração Nacional.

A atuação da psicologia em situações de emergência e desastres já é uma prática desenvolvida em vários países da América Latina, e tem mostrado bons resultados. No Brasil, as políticas baseadas na prevenção desses eventos ainda são bem recentes e muito frágeis. Catástrofes naturais como inundações, temporais, epidemias e terremotos, por exemplo, podem afetar a vida de milhares de pessoas, em poucos minutos.

O Seminário procurou discutir os sistemas de atenção às vítimas dessas situações e as possíveis contribuições da psicologia nesse campo. Também foram discutidos os conceitos de emergência e desastre e suas construções teóricas e técnicas. O evento contou com a participação da Organização Pan-Americana de Saúde, de profissionais do Chile, Cuba, México, EUA, Itália, além das Sociedades de Psicologia das Emergências e dos Desastres da Argentina, Peru, Venezuela e Chile.
O Brasil esteve representado nos debates pela Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Católica Dom Bosco e Universidade Regional de Blumenau, além das contribuições do CFP e da Defesa Civil Nacional.

Na platéia, um grande número de psicólogos pertencentes aos quadros do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil nos diferentes estados brasileiros compartilharam suas experiências com psicólogos de outras áreas de atuação.

Os Conselheiros do CRP-05, Pedro Paulo Bicalho e Nélio Zuccaro, acompanharam todo o Seminário e as discussões relacionadas às intervenções da psicologia no cotidiano dos sujeitos afetados por essas situações especiais.

As conclusões do Seminário apontam para uma ênfase na prevenção e para a articulação de uma rede nacional para o desenvolvimento no Brasil da Psicologia das Emergências e dos Desastres, aglutinando as idéias e os pensamentos acadêmicos atuais com as práticas já desenvolvidas por muitos psicólogos. Embora o desafio seja o de alcançar uma maior segurança para nossas comunidades, um dos pontos ressaltados no evento indica que o grau de segurança de uma comunidade dependerá sempre de um debate democrático ampliado onde haja uma problematização de riscos e vulnerabilidades, assim como uma participação ativa das comunidades na construção das soluções.

19 de junho de 2006