Campo Grande recebe o primeiro Pré-Congresso da cidade do Rio de Janeiro

Categoria(s):  COREP, MOBILIDADE, Notícias   Postado em: 06/02/2019 às 15:59
IMG_5748

Delegadas (os) eleitos no Pré-Congresso de Campo Grande

No dia 29 de janeiro, o CRP-RJ realizou o primeiro Pré-Congresso Regional de Psicologia na cidade do Rio de Janeiro. O evento, que aconteceu na UNISUAM de Campo Grande, Zona Oeste da cidade, foi precedido pelo lançamento das Referências Técnicas Para Atuação da (o) Psicóloga (o) em Políticas Públicas de Mobilidade Humana e Trânsito, publicada pelo CFP no final do ano passado.

O evento contou com a mediação da conselheira-coordenadora do Eixo de Mobilidade Humana da Comissão de Direitos Humanos do CRP-RJ, Janaína Sant’Anna (CRP 05/17875), e foi aberto pela assessora técnica da Comissão Regional de Psicologia e Políticas Públicas (CRPPP) do CRP-RJ, Roberta Brasilino (CRP05/42501).

Em sua fala inicial, Roberta lembrou que o Centro de Referências Técnicas em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP) – um dispositivo do Sistema Conselhos de Psicologia – foi criado a partir das deliberações da categoria no Congresso Nacional da Psicologia (CNP). “O CREPOP foi criado em 2006, após ter sido deliberado em 2004 no CNP”, afirmou.

“O CREPOP tem objetivos muito específicos. O primeiro é sistematizar e difundir o conhecimento sobre a interface da Psicologia e políticas públicas. Outro objetivo do CREPOP é a qualificação da atuação profissional de psicólogos que atuam em diferentes políticas públicas”, explicou.

“Para além disso, outro objetivo do CREPOP é demonstrar a contribuição da Psicologia na elaboração e implementação de políticas públicas mais humanizadas a partir da compreensão da dimensão subjetiva dessas políticas”, declarou.

Em seguida, Juliel Modesto de Araújo (CRP 06/98648), psicólogo e integrante da Comissão de Elaboração das Referências Técnicas sobre Mobilidade Humana e Trânsito, também lembrou que a produção dessas referências foi fruto da mobilização da categoria nos CNPs. “A construção desse documento é um projeto que nasceu de uma proposta apresentada, votada e aprovada em um CNP anterior”, destacou ele.

“Para além do aspecto físico (do deslocamento de pessoas, veículos, animais isolados ou em público, conduzidos ou não, parado, estacionamento, operação de carga e descarga) – que é a definição do Código de Trânsito Brasileiro – precisamos entender que a contribuição da Psicologia nas políticas públicas de trânsito é a partir da centralidade humana desse fenômeno”, defendeu o psicólogo.

IMG_5698

Palestrante Juliel fala sobre as referências técnicas do CFP

Conforme explicou o palestrante, as Referências Técnicas do CFP para atuação no campo da mobilidade e trânsito foram construídas a partir de três eixos temáticos. Ele destacou o primeiro eixo, no qual “falamos qual é o sentido da mobilidade humana. Temos a interrelação entre quatro categorias, ‘público-privado’ e ‘tempo-espaço’, abordando uma série de conceitos e definições para dar um caráter múltiplo e variado a essa questão porque é a Psicologia quem tem os instrumentos para olhar a dimensão subjetiva dessa questão”.

Após as falas da mesa, o Pré-Congresso teve início com a instalação da mesa diretora, que procedeu à leitura do Regimento Interno, aprovado na sequência pelas (os) psicólogas (os) presentes. Em seguida, começou o debate e a votação de propostas. Ao todo, foram apresentadas, votadas e aprovadas seis propostas, quatro delas na íntegra e duas com modificações. Ao final, aconteceu a eleição de delegadas (os) para o COREP. Foram eleitas (os) três delegadas (os) e um suplentes, além de uma delegada estudante e outra suplente.

A cidade do Rio de Janeiro terá ainda outros cinco Pré-Congressos nos bairros de Botafogo, Barra da Tijuca, Bonsucesso e Maracanã. Para saber mais, acesse www.crprj.org.br/corep.