“CAFÉ COM ORIENTAÇÃO” LOTA AUDITÓRIO DA SUBSEDE DO CRP-RJ EM NOVA IGUAÇU

Categoria(s):  BAIXADA, DESTAQUE DA SEMANA, EVENTOS, Notícias, PSICOLOGIA EM DEBATE, Últimas Notícias   Postado em: 13/02/2020 às 16:00

WhatsApp Image 2020-02-13 at 14.17.21A Subsede do CRP-RJ na Baixada recebeu, no dia 10 de fevereiro, o evento “Café com Orientação” com o tema “Produção de Documentos”. O evento promovido pela Comissão Gestora da Subsede de Nova Iguaçu lotou o auditório com psicólogas (os) e estudantes de Psicologia da região.

O encontro foi aberto pela conselheira-coordenadora da Comissão Gestora da Baixada, Gabriela de Araújo Braz dos Santos (CRP 05/56462), e pela conselheira vice-presidente do CRP-RJ, Mônica Valéria Affonso Sampaio (CRP 05/44523), que deram as boas-vindas ao público.

O “Café com Orientação” contou com a presença da psicóloga fiscal da Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho, Cristiane Pereira Santos Lima Aranha (CRP 05/30088), enfatizou o cuidado da produção e escolha de documentos na realização do diagnóstico do paciente. “Temos situações específicas de trabalho, que exigem de nós coisas diferentes da nossa profissão e devemos sempre perceber se o que nos pedem é de fato competência nossa. É importante avaliar a demanda, do que estão nos pedindo para fazer. É pensar se também nos cabe produzir certo tipo de documento ”, disse a psicóloga.

Em seguida, Mariana Botelho (CRP 05/32802), psicóloga e conselheira-coordenadora da Comissão de Orientação e Ética do CRP-RJ (COE) ratificou que a produção de documentos é grande pauta dentro das denúncias éticas que chegam na COE. “Esse tema é muito recorrente nas denúncias que chegam à Comissão de Ética”, afirmou.WhatsApp Image 2020-02-13 at 14.16.57

Segundo Mariana Botelho, a (o) psicóloga (o) é responsável pelo documento que produz e pelo caminho que esse documento percorre. “A partir do momento que um psicólogo produz um documento e coloca ele numa rede e isso vaza de alguma forma é um risco. Nós somos responsáveis pela guarda desse documento e também pelo sigilo, que é uma das questões mais importantes da nossa profissão. Precisamos assegurar ao nosso cliente esse sigilo”, finalizou.