Cadernos dos Prêmios Margarete Paiva e Beatriz Leitão disponíveis para download e visualização

Categoria(s):  DIREITOS HUMANOS, Notícias, POLÍTICAS PÚBLICAS   Postado em: 04/08/2017 às 17:33

LIVRO_margareteIXEstão disponíveis para download e visualização, no site do CRP-RJ, os cadernos do 9º Prêmio Margarete de Paiva Simões Ferreira e do 2º Prêmio Maria Beatriz Sá Leitão.

Promovidos pelo CRP-RJ em 2016, ambas as premiações homenageiam duas importantes e combativas psicólogas do estado do Rio que dedicaram suas vidas à defesa de uma prática profissional baseada no compromisso ético-político com a afirmação da vida, a defesa dos Direitos Humanos e o acolhimento à diversidade humana. Margarete de Paiva faleceu em 2006 e Maria Beatriz em 2009, ambas vítimas de câncer.

O objetivo dos prêmios é dar visibilidade a práticas e experiências inovadoras de psicólogas (os) e estudantes no campo das Políticas Públicas e da defesa dos Direitos Humanos.

LIVRO_beatrizIINo caderno do 9º Prêmio Margarete – “Experiências em Psicologia e Políticas Públicas”,  há os três trabalhos premiados nas categorias Profissional (1º e 2º lugar) e Estudante (1º colocado). Entre os estudantes, o trabalho vencedor foi “Reforma Psiquiátrica brasileira e retrocessos: uma revisão bibliográfica qualitativa da atual conjuntura da Saúde Mental no Brasil”, de Danúbiah Pereira.

Na categoria Profissional, os vencedores foram Rafael Reis da Luz, 1º colocado com o trabalho “Uma trans adentra o Fórum: as regulações de gênero no Judiciário e o papel da Psicologia”, e Luiza Teles Mascarenhas, 2ª colocada com o trabalho “Intercessões entre Psicologia e Educação na formação de professores”.

Clique aqui e confira!

No caderno do 2º Prêmio Maria Beatriz – “Experiências em Psicologia e Direitos Humanos”, estão os trabalhos dos autores premiados em 1º e 2º lugar a categoria Profissional. “Direitos Humanos e Psicologia: sobre cascas, feridas e lampejos” foi o título do trabalho de Mariana Tavares Ferreira, 1ª colocada. O 2º lugar ficou com Ana Cláudia Camuri com o trabalho “A tortura no teatro dos castigos: do palco à coxia”.

Clique aqui e confira!

Boa leitura!